II. Grow Old - Cleber Eldridge

quinta-feira, 24 de maio de 2018

II. Grow Old

O suposto ser externo não era esse, mas parece que eu fiz uma bagunça, fez parecer que eu pretendia ser especial e agora, não fale comigo, eu poderia improvisar soluções e eu poderia tentar reformular, eu poderia mentir para ser gentil, nós nunca mais seremos a mesma coisa, o mais inflexível que estou com isso é a superfície, quanto mais as paredes começam a descamar, mantendo a contagem, como se a dor pudesse se equilibrar, caminhar comigo, com seus pés sujos e como você poderia se gabar confiança, um participante interessado disposto em ondas de incidentes, você fez sua cama agora pode dormir nela como um príncipe, no quarto apenas algumas fotos que eu poderia manter sua memória inventiva, sinto muito por explicar como você estragou tudo novamente, deveria sentir vergonha.

4 comentários:

  1. Oi, Cleber!
    É complicado quando uma pessoa a quem nos entregamos, estraga tudo, né?
    Sua texto ficou ótimo, adorei!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  2. Olá, isso daria uma bela letra de música!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir