Mr. Robert - Cleber Eldridge

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Mr. Robert


O quarto estava de pernas para o ar, assim como toda a casa, o nome dele era Robert, possuía mais ou menos a minha estatura, cabelo raspado e quando não estava era castanho, assim como seus grandes olhos, seu sorriso amarelado, falava rápido demais, eu quase não entendia, frequentava diariamente a minha casa, pois era melhor amigo do caçula daqui, muita cerveja era o que não poderia lhe faltar, estava sempre solteiro e sempre falando de alguma mulher, por algum motivo, o fato de ele estar sempre solteiro me chamava atenção, até aquela noite de ano novo, tudo aconteceu e tudo mudou. O Robert era como eu já fui um dia, inconsequente, adora beber como se não houvesse amanhã, naquela virada de ano, mais uma vez ele se embriagou, coube a mim o deixar em casa, juro que não fazia ideia de que teria uma das noites - sexualmente falando - mais intensas e gostosas da minha vida em alguns instantes, joguei ele ma cama, tirei os seus sapatos e o deitei, quando estava deixando o seu quarto, ele me chamou e me agarrou, seu beijo era tão forte quando o cheiro de cerveja que exalava de sua boca, em questão de segundos ficamos excitados, eu nem conseguia raciocinar o que realmente estava acontecendo, o fato é que o Robert sempre.me atraiu sexualmente, não importava se ele estava bêbado ou se ele iria se arrepender daquilo - de antemão já digo que aquela noite virou um relacionamento - eu só estava deixando acontecer da melhor forma possível, ele me dominava, sabia o que estava fazendo, sabia como me satisfazer, o resultado foi possivelmente uma das melhores transas de toda minha vida, a parada foi tão intensa que quebramos a cama dele naquela madrugada. O quarto bagunçado, com cheiro estranho, aquele canto que eu chamava de Robert Room se tornou o nosso canto, era ali que íamos sempre que queríamos uma transa, aquilo durou umas três ou quatro semanas, até que ...

2 comentários:

  1. Olá, Cleber.
    Até que o que? hehe. Lendo seu texto lembrei da vez que meu irmão quebrou a cama da minha mãe com a namorada e jura até hoje que não foi ele hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Que história heim? Me perguntei se ela é real mesmo, pois parece.
    Aproveite o seu final de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir