Great Movies Made in Brazil - Cleber Eldridge

quarta-feira, 28 de março de 2018

Great Movies Made in Brazil

O cinema nacional ainda precisa evoluir muito, não que ele seja ruim, longe disso. Se por um lado a Rede Globo anualmente lança varias porcarias nos cinemas que arrastam milhões de pessoas até os cinemas, os maiores festivais de cinema do mundo abraçam forte alguns títulos que, infelizmente não chega até o grande público daqui, de qualquer forma o cinema nacional tem muita coisa maravilhosa, as dicas de hoje são três filmes de 2017 que são no minimo maravilhosos, todos eles passaram por festivais consagrados, foram elogiados por toda critica e ganharam prêmios, provando que o cinema nacional tem muita coisa incrível.

GABRIEL E A MONTANHA, de Fellipe Barbosa
Nota .:: 9.0
Sou suspeito pra falar já que, sou louco por histórias como a do Gabriel, que larga tudo e todos e cai no mundo sem olhar pra trás, a peregrinação do garoto por vários países da África, até a sua tola morte me cativou do início ao fim e ainda que seja longo demais, eu aguentaria mais meia hora, com um belo discurso educacional, um elenco naturalista que poucas vezes vi igual e muito bem dirigido, Gabriel e a Montanha foi uma deliciosa surpresa, de qualidade única. Só aumentou minha paixão por histórias como essa e claro, minha vontade de colocar uma mochila nas costas e sair mundo a fora, lógico que, infelizmente nem tudo é assim simples como parece. Um dos melhores filmes de 2017.

A imagem pode conter: 2 pessoas
AOS TEUS OLHOS, de Carolina Jabor
Nota .:: 7.0
O tema já discutido outras vezes no cinema, se saiu muito melhor do que o esperado nas mãos de Carolina Jabor, que apesar de me irritar MUITO cumpriu com o dever de levantar uma questão relevante nos dias de hoje é a pergunta que não me sai da cabeça, como resolver uma situação dessas? Daniel de Oliveira está ótimo, enquanto o resto do elenco se esforça mas ... alguns diálogos são problemáticos, nada que altere o resultado final, bom filme sobre a dúvida é a intolerância das pessoas diante de uma situação delicada.


COMO NOSSOS PAIS, de Laís Bodanzky
Nota .;: 7.5
O discurso feminino está ali, ainda que de forma mais sutil, os diálogos são bem naturais - quem diria - o grande feito da diretora foi dar uma naturalidade, tudo aqui é natural - exceto a cena inicial que é totalmente gratuita - situações corriqueiras, coisas que acontecem em qualquer família, amores e desilusões naturais, tornam esse um filme sincero, o elenco também está incrível, uma grata surpresa, poderia ter sido esse o representante ao Oscar, ainda que com poucas chances, seria um candidato melhor.

4 comentários:

  1. Oi Cleber, recomendo também o filme Corpo Elétrico, do Marcelo Caetano, acho que você vai curtir. Tem uma mini-resenha dele nesse link: http://naomemandeflores.com/os-quatro-ultimos-filmes-20/

    Um beijo!
    Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
  2. A cinegrafia nacional é muito pouco divulgada dentro do próprio país. Mesmo fazendo parte desse ramo - não diretamente com o meu blog -, sinto a falta de ótimos conteúdos que poderiam conceituar muitas pessoas. Obrigado pelas recomendações!

    www.blogdodeivy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Fiquei curioso para assistir todos os títulos.
    Bom feriado para você!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  4. Estes filmes parecem bons, vou anotar para assistir.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir