The Sex According to the Boy Mateus - Cleber Eldridge

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

The Sex According to the Boy Mateus


O sexo é uma das coisas mais importantes das nossas vidas, afinal de contas, somos todos frutos de uma noite de sexo, não é mesmo? Particularmente, sou uma pessoa que gosta muito de transar e não sinto o menor remorso em falar sobre isso, alias, porque eu sentiria? Penso eu que, falar sobre sexo é uma coisa completamente normal, claro que não sou um desses caras que ficam procurando gente para transar o tempo inteiro, longe de mim, eu preciso conhecer a pessoa, me interessar por ela, contudo, quem nunca transou com alguém somente por causa do seu físico? O garoto na qual eu quero falar se chama Mateus - literalmente um garoto, 16 anos - faz algumas meses que eu o conheci, ele me atraiu fisicamente e sempre me tratou muito bem no pouco contato que tivemos, o que tudo indicada é que ele era heterossexual, o seu jeito, sua fala, seus movimentos tudo indicava isso, até que no último dia cinco de fevereiro, eu estava voltando pra casa, quando encontrei ele sentando em uma calçada completamente louco - se é que me entendem -, passei por ele, o mesmo começou a me seguir, reparei no que estava acontecendo e o cumprimentei, caminhando de volta pra casa ele começou a me bombardear com perguntas, perguntou minha opção sexual, se eu morava sozinho e por fim, se eu queria transar com ele, assim na lata. Como eu disse um pouco acima, o garoto me atraiu fisicamente, e eu o conhecia muito pouco, ele usou o truque do aniversário - de fato, era aniversário dele, 17 anos naquela noite - não resisti e acabei transando com o garoto, que no fim das contas, era um sujeito incrível, passamos a noite juntos, ele ciente de tudo o que estava acontecendo, conversou comigo e nos conhecemos melhor, conclusão é que foi uma noite bacana e gostosa, cheia de prazer, transei e acabamos satisfazendo um ao outro, então, porque as pessoas gostam de colocar problema em sexo causal? O garoto Mateus e eu, entramos em sintonia por uma noite, sexo é bom quando estamos com vontade e com quem temos vontade, qual é o problema? Para a minha felicidade, o Mateus gostou da noite e perguntou se poderia voltar um outro dia, com o meu consenso? Claro, né Mateus.

6 comentários:

  1. Gostei do seu jeito verdadeiro no texto.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cleber!
    Eu também não entendo porque o sexo/sexo casual ainda é um tabu tão grande. Falar sobre isso e expressar suas vontades deveria ser considerado normal. Enquanto isso, vamos apenas esperando o mundo mudar essa visão, né? haha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que é cada vez menos tabu e menos recriminado o sexo casual, sobretudo aqui pela Europa. :)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  4. Oi Cleber, tudo bem?
    Sendo consensual e sem machucar os sentimentos de ninguém, não vejo problema algum! :)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Oi, Cleber! Acho que todo mundo faz as suas escolhas a partir do que faz bem. E não gosto de tabus. Gosto do que a minha vontade diz que está ok e que meu corpo e minha mente estão em sintonia com o que sinto. Aproveite a vida sempre com o que lhe faz bem! ;)

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Cleber, concordo com a Priscilla. Não vejo nenhum problema com o sexo (pelo contrário!), desde que ele seja consensual. Pra que tanto tabu, não é mesmo? Um abraço!

    Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir